quinta-feira, março 17, 2011

O meu direito termina, onde começa o seu

Eu estava me segurando, mas não aguentei, e vou comentar: A poderosa Rede Globo de televisão, novamente tenta colocar em nossas goelas, e empurrar, situações que digo sempre, não por preconceito, mas por saber que nossa sociedade ainda não está preparada para aceitar temas polêmicos. Na novela das 19:00 (que poderia ser colocado o tema nas das 21:00), vemos o amor homosexual explicíto, com declarações e afagos. Não estou falando por mim, falo pelos meus pais, que viveram em outra época, e que deveriam ser respeitados, pois depois de uma vida inteira de trabalho, hoje nos altos dos seus 75 anos, onde deveriam utilizar da TV para o merecido entretedimento e descanso, são obrigados a ficarem constrangidos e tristes. Os homosexuais merecem respeito? Pois então, meus pais também, pois os idosos viveram em outra época, onde em sua educação, estas coisas não se discutiam, era uma época de atraso, pode até ser, mas hoje, a mídia não tem o direito de obrigar pessoas idosas a conviver com esta realidade, o nome que se dá a isso, é violência, e o código da pessoa idosa lhe garante este direito. Já falei várias vezes, a normalidade destas situações, acontecerão com tempo, e não de uma forma, que eu vejo como uma violência. Os homosexuais tem seus direitos? sim, como os índios, negros, imigrantes, deficientes entre outros, mas nenhuma destas classes discriminadas, tenta de uma forma tão intensa, que chega a ultrapassar os limites das outras, a minha libertade termina, onde começa a da outra pessoa. Já falei isso, e vou repetir, sou homem e hetero, se alguém me chama com alguns destes adjetivos, fico lisongeado, mas se eu chamo um homosexual, de qualquer adjetivo, ele se ofende, e me processa por homofobia, quer dizer, nem ele se aceita, onde está o tal de "Orgulho gay", que orgulho é esse, onde o sujeito se sente ofendido de ser chamado de gay? Resumindo, o homosexualismo só será aceito por todos, quando os homosexuais começarem a respeitar o direito dos outros, e os seus próprios direitos.

4 comentários:

Anônimo disse...

Todos deveriam ter os mesmos direitos, quando se privilegia uma classe a torna preconceituosa. Os gays tem os mesmos direitos dos heteros que é um direito constitucional, a partir que eles desejam ter direitos protetores surge a discriminação. É verdade o meu direito termina quando começa o do outro. Será que os gays tem esta noção? Alguns tem, diria até que a maioria. O problema é que por ser causa polemica a midia se utiliza deles pela audiencia.

Andrea disse...

muito bom,maravilhoso estava comentado com o meu filho de 16 anos,outro dia estava vendo a novela quando fui surpreendida com uma cena constrangedora pos estava com o meu filho menor de 07 anos,tive que disfasar e trocar de canal foi horrivel,não e questão de aceita ou não, as pessoas são hipócritas so doi quando e na nossa familia realmente não gostaria de ter um filho gay,respeito o ser humano não saberia como me comportar se estivesse em um lugar com minha familia e desse de cara com uma cena de dois homoxesuais se beijando como iria esplicar ao meu filho menor,vc tem toda razão,tenho 39 anos não sou antiquada mas fica muito dificil quando diz a respeto a sua familia,e essa historia de direitos constitucionais com certeza foi criada por gays nenhum pai ou mãe deseja ter um filho assim.respeito somente a pessoa o ser humano e pronto ninguém e obrigado a nada e os nossos direitos.......

Anônimo disse...

A TV, como sempre querendo fazer uma lavagem cerebral na população.
Aqui em casa não vemos novelas, não trazem nada de bom, nenhum exemplo saudável q possa ser seguido, sem falar da porcaria do BBB,as 'moças' são sempre do mesmo tipo candidatas à playboy e tem mta moças normal, achando lindo e fazendo as mesmas poses delas, ridículas.Agora sobre os homoxessuais querem q todo mundo aceite como normal.Normal é como Deus fez, homem casa com mulher.Acho q é isso q devemos passar de ex. para os nossos filhos.

Anônimo disse...

a raça do demonio tem que ser extita da terra.