COMO OUVIR A RADIOWEB CARLÃO MARINGÁ

PARA OUVIR A RADIO CARLÃO MARINGÁ, BASTA CLICAR NO PLAY ABAIXO DA FOTO DO CARLÃO.

sábado, fevereiro 20, 2016

Detran realiza leilão de veículos

Uma das maiores dificuldades do Detran-PR hoje é conseguir espaço para armazenar os veículos apreendidos. No próximo dia 25, o órgão de trânsito irá leiloar 2.558 veículos que deverão ser destinados exclusivamente a desmanche ou revenda de peças. O leilão será realizado em Guarapuava, na região Central do Paraná, e deverá colaborar para desafogar os pátios lotados do Detran no Estado. Os lotes reúnem automóveis e motocicletas apreendidos pelas autoridades de trânsito em 117 municípios paranaenses. Em Londrina, são 90 unidades disponíveis. A expectativa do Detran é arrecadar cerca de R$ 1,5 milhão com o leilão. O valor será utilizado para quitar débitos dos veículos, como IPVA e licenciamento. "Como existe a fiscalização de trânsito, tem que remover os veículos do pátio. Temos que manter a rotina de leilões para facilitar o trabalho da polícia", disse o presidente da Comissão de Leilão do Detran, Luciano Prestes. Em Londrina, por exemplo, os valores dos lances iniciais começam em R$ 1,6 mil e vão até R$ 8,4 mil para veículos fabricados entre 1982 e 2011. O leilão é aberto apenas a empresas que atuam no ramo de desmonte e comércio de peças, sendo vetada a participação de pessoas físicas. O evento é presencial e os lotes disponíveis podem ser consultados no site do Detran (www.detran.pr.gov.br
). Os interessados podem visitar os pátios até 24 de fevereiro para conhecer as unidades ofertadas. A visita pode ser feita de segunda a sexta-feira, entre 8h e 14h. Os proprietários que quiserem quitar os débitos e reaver os veículos antes que eles sejam leiloados também têm até o dia 24 para fazê-lo. PÁTIOS LOTADOS Segundo o chefe da Ciretran em Londrina, Antenor Ribeiro, atualmente 2 mil veículos lotam o pátio do órgão, na Avenida Brasília. "A quantidade de veículos a ser leiloada na semana que vem é irrisória. O maior problema hoje são os veículos com bloqueio judicial. São estes que permanecem a maior parte do tempo no Detran." Ribeiro defende que a Justiça adote providências para que os veículos bloqueados judicialmente possam ser removidos dos pátios com maior rapidez. Um dos problemas acarretados pelo acúmulo de carros é a dengue. "Temos cinco pessoas responsáveis pela manutenção do pátio e elas se preocupam com isso, mas às vezes somos notificados. São muitos veículos e não temos como evitar [os focos do mosquito]. Os veículos com bloqueio judicial, por exemplo, não podem ser perfurados para que a água escoe", disse o chefe da Ciretran. Simoni Saris Reportagem Local

Nenhum comentário: