EXPOLONDRINA

terça-feira, março 14, 2017

Investigações apontam para crimes de cunho sexual e patrimonial

A Polícia Civil de Maringá investiga um suspeito que vem agindo na cidade e tendo como alvo garotas de programa. Até o momento quatro mulheres registraram ocorrência e prestaram depoimento ao delegado responsável pela investigação. Luiz Alves revelou que existe a suspeita de cerca de 30 vítimas. O suspeito age contratando as mulheres que depois são agredidas, ameaçadas e não recebem pelo serviço ofertado. Conforme o delegado, os relatos das vítimas denotam crimes de cunho sexual e patrimonial. “A investigação vai esclarecer tudo isso. É uma situação inusitada e aponta para certa gravidade”, diz. Uma das vítimas conseguiu fazer uma foto do suspeito, mas o delegado disse que qualquer divulgação neste momento, pode atrapalhar as investigações. Colaboração Índio Maringá/Marcos Vinícius/Rede Massa

Nenhum comentário: