quarta-feira, abril 26, 2017

Conselho Tutelar resgata criança raptada pela mãe

O Conselho Tutelar de Maringá com apoio da Guarda Municipal, resgatou uma criança de 4 anos que havia sido ‘raptada’ pela própria mãe. De acordo com o conselheiro Carlos Bomfim, a mãe é usuária de drogas e a guarda do menino (assim como a do irmão de 5 anos), foi concedida aos avós. “Na segunda-feira (24) a avó nos procurou e relatou que a mãe foi até a creche, pegou o menino sem autorização e sumiu com ele”, contou Carlos. “Nós passamos a investigar e chegamos até a casa em que ela estava com a criança”, acrescentou. O conselheiro relatou que a “na casa existiam indicativos de consumo de drogas e vizinhos relataram que a mulher estava fazendo uso de entorpecentes na frente da criança”. “Sem contar que ele estava sofrendo maus-tratos, ficou sem comida, uma situação bem complicada”. Carlos destacou que a mãe da criança foi orientada em relação a proibição de ficar coma criança. “Ela pode tentar reaver a guarda do filho, mas legalmente, na Justiça e não dessa forma”. A creche que o menino frequenta também recebeu orientação quanto a permitir a saída da criança apenas com os avós. Colaboração Índio Maringá/Marcos Vinícius/Rede Massa

2 comentários:

Marcos Paulo disse...

A Creche também deveria ser responsabilizada pelo erro, se a mãe estava proibida, porque ouve a liberação?
Graças a Deus não ouve um final mais infeliz.

Marcos Paulo disse...

A Creche também deveria ser responsabilizada pelo erro, se a mãe estava proibida, porque ouve a liberação?
Graças a Deus não ouve um final mais infeliz.