COMO OUVIR A RADIOWEB CARLÃO MARINGÁ

PARA OUVIR A RADIO CARLÃO MARINGÁ, BASTA CLICAR NO PLAY ABAIXO DA FOTO DO CARLÃO.

segunda-feira, maio 01, 2017

Internado, presidiário morre ao sofrer convulsão e bater a cabeça

Um professor, de 51 anos, acusado de estupro consumado, morreu na madrugada desta sexta-feira (28) no Hospital Municipal de Maringá, situado no Jardim Ipanema. Egeberto Carlos da Silva sofreu uma parada cardiorrespiratória após uma queda, chegou a ser socorrido, mas veio a óbito, conforme enfermeiras do local. Silva deu entrada no hospital por volta das 15h45 dessa quinta-feira (27), reclamando de fortes dores torácicas e apresentando vômito de cor escura. Ele recebeu atendimento médico e denotou melhoras, mas em razão do quadro clínico, permaneceu internado. Enfermeiras do Hospital Municipal explicaram que, na madrugada de hoje, ele teria se levantado para ir ao banheiro e, ao retornar para o leito, teria sofrido uma convulsão e caído, vindo a bater a cabeça contra o chão. A pancada causou afundamento de crânio e as enfermeiras tentaram reanimá-lo, mas ele não resistiu aos ferimentos, morrendo por causa da parada cardiorrespiratória. O curioso é que a Delegacia de Homicídios de Maringá (DH) só foi comunicada sobre a morte do presidiário no início da tarde desta sexta-feira. Até então, o corpo de Silva permanecia no hospital. A DH registrou o boletim de ocorrência e abriu investigação para apurar a causa da morte. A polícia agora aguarda o laudo do exame de necrópsia feito pelo Instituto Médico-Legal (IML), que deve constatar a razão do óbito. Prisão Silva estava preso na Casa de Custódia de Maringá, desde o dia 2 de fevereiro de 2013, cumprindo a pena pelo estupro consumado. Ele era professor e tinha ensino superior completo. Em 27 de julho passado, o detento havia sido encaminhado para a Colônia Penal Industrial de Maringá (Cpim) para cumprir o restante da pena. O Diário

Nenhum comentário: