sexta-feira, junho 02, 2017

Feminicídio faz homem ser condenado a 70 anos de prisão

O Tribunal do Júri de Francisco Beltrão, no Sudoeste do estado, condenou a 70 anos de prisão em regime fechado um rapaz acusado de homicídio triplamente qualificado, sendo uma das qualificadoras a de feminicídio. O acusado matou a ex-namorada em fevereiro do ano passado. Os jurados também o condenaram por dupla tentativa de homicídio duplamente qualificado por ter disparado contra o então namorado da ex-companheira e o pai dela. O crime Na noite do crime, o homem entrou na casa da ex-namorada, com quem manteve relacionamento de três anos, e atirou várias vezes no atual namorado dela. Como o socorro foi prestado de forma imediata, ele sobreviveu. Em seguida, disparou contra a ex-namorada que, atingida no tórax, não sobreviveu. Por fim, disparou contra o pai da ex-companheira, que também conseguiu se salvar. Além da qualificadora do feminicídio (quando o fato da vítima ser mulher foi uma condicionante para o crime), o Ministério Público do Paraná defendeu a qualificadora de motivo torpe. Segundo as investigações, o acusado não se conformava com o fim do relacionamento. Outro agravante foi o fato das vítimas não terem tido chance de se defender. Também foi considerado na denúncia o fato de a mulher ter sido morta na presença do pai. O acusado, que já encontrava-se preso no Setor de Carceragem da 19ª Subdivisão de Francisco Beltrão, será encaminhado para a Penitenciária Estadual do município. Massa News

Nenhum comentário: