COMO OUVIR A RADIOWEB CARLÃO MARINGÁ

PARA OUVIR A RADIO CARLÃO MARINGÁ, BASTA CLICAR NO PLAY ABAIXO DA FOTO DO CARLÃO.

domingo, agosto 13, 2017

Filho realiza sonho do pai já falecido e reforma carro em sua homenagem


Há muitos anos o umuaramense Estevão Farfus comprou um Corcel, já bastante desgastado, com ferrugem e precisando de uma boa repaginada. “Todos em casa ficaram bravos com ele, mas meu pai sempre falava que o objetivo era reformar o carro ao seu gosto. Esse era o sonho dele”, conta seu filho Valdeir Cícero Farfus, 37 anos. O filho disse ao pai que ele iria gastar muito para reformar o veículo. “Mas ele ficava uma fera, dizia que para ele não importava o quanto teria que gastar, pois o sonho era ver aquele carro reformado e andando”. Valdeir explica que alguns anos de passaram sem que o pai conseguisse atingir seu objetivo. Um dos principais motivos era a falta de dinheiro e Estevão então começou a guardar algumas economias. “Um dia minha mãe ligou falando que o pai iria levar o carro para arrumar e queria que eu ajudasse a conseguir uma oficina boa para ele. Eu sempre deixava para outo dia, porque como eu trabalho muito nunca arrumava tempo. Os dias foram se passando, meu pai foi desanimando da ideia e depois acabou adoecendo”, explica. De acordo com Valdeir, devido aos problemas de saúde Estevão precisou gastar suas economias com os medicamentos. O carro ficou encostado e nunca mais foi para o conserto. Triste “No dia 24 de dezembro de 2012, aos 73 anos, meu pai faleceu devido aos problemas de saúde e seu carro ficou parado por uns quatro anos. Tentamos vender ele, inclusive num ferro-velho, mas ninguém quis”, diz Valdeir. “Não sabíamos o que fazer com o carro, até que um certo dia, pensando em quando meu pai ainda era vivo, lembrei de quando ele falou sobre o sonho de ver o carro arrumado. Foi quando falei para mim mesmo: vou realizar seu sonho pai, custe o que custar vou arrumar seu carro”. No dia seguinte o filho foi até a mãe, pediu o carro e disse que faria a restauração. “Minha mãe ficou tão feliz que não segurou as lágrimas”, lembra. A reforma do carro foi finalizada e “o sonho do meu pai está realizado. Estou muito feliz em saber que consegui realizar a vontade dele, foi um meio que achei de homenageá-lo”, conta Valdeir, que pretende que o veículo permaneça na família, passado pelas gerações. “Eu amo muito meu pai. Todos os dias sinto ele ao meu lado. Pai eu te amo”, finaliza. Colaboração O Bemdito

Nenhum comentário: