COMO OUVIR A RADIOWEB CARLÃO MARINGÁ

PARA OUVIR A RADIO CARLÃO MARINGÁ, BASTA CLICAR NO PLAY ABAIXO DA FOTO DO CARLÃO.

quarta-feira, agosto 23, 2017

Para DH, atirador teve mesmo intenção de matar

A Delegacia de Homicídios (DH) de Maringá deve concluir até o final do mês (31) o inquérito que apura os crimes cometidos pelo comerciante Edinaldo Ferreira da Silva, 48 anos, apontado como autor dos disparos que resultaram na morte, domingo passado (20), do motorista Adelson Donizete Ferraz, 42, e ferimento no pedreiro Luiz Massaroto, 61. Responsável pelas investigações, o delegado titular da DH, Diego Elias de Freitas, diz que apesar da fase embrionária do procedimento, já existem elementos que confirmariam que a intenção do autor dos disparos era atingir pessoas que estavam dentro da casa de carnes, e não apenas a assadeira de frangos, como ele alegou, informalmente, à polícia e a repórteres. A confirmação de que os disparos tinham pessoas como alvos foi apresentada pelo dono do estabelecimento, Raul José Machado, 61, que prestou depoimento na tarde de segunda-feira (21). Segundo o delegado, Machado contou que Silva teria provocado uma discussão no caixa e ofendido a sua esposa, que fazia os recebimentos junto com outra funcionária. Machado admitiu que após as ofensas abordou Silva, no fundo da loja, e exigiu que ele deixasse o estabelecimento. "Chacoalhei ele pelo pescoço e o mandei ir embora", disse ele, acrescentando que pouco depois ouviu uma sequência de estampidos e notou que um projétil passou próximo de sua cabeça. O dono do açougue acredita que os alvos eram ele e a esposa. "Os tiros foram dados na nossa direção", ressaltou. Ainda segundo o delegado, um cliente do açougue teria relatado para amigos e outros consumidores que ao deixar a loja Silva o teria abordado na calçada e dito a seguinte frase: "Vou ensinar esse povo a tratar os outros com educação. Espera pra ver o que eu vou fazer." O cliente já foi identificado e será chamado para depor. O nome dele será mantido em sigilo. Freitas explicou que se ficar confirmada a intenção de matar o dono do açougue e sua esposa, Silva – que já reponde por homicídio doloso e tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil – será indiciado por outras duas tentativas de homicídio. Neste caso, as penas, somadas, podem chegar a 50 anos de reclusão. O Diário

Nenhum comentário: