COMO OUVIR A RADIOWEB CARLÃO MARINGÁ

PARA OUVIR A RADIO CARLÃO MARINGÁ, BASTA CLICAR NO PLAY ABAIXO DA FOTO DO CARLÃO.

segunda-feira, setembro 18, 2017

Carro de vítima de feminicídio é encontrado em Maringá

O carro da bancária Débora Goulart Subires, 33 anos, que foi encontrada morta na casa em que morava com o companheiro na Rua Tupinambás, Centro de Tupã foi encontrado em Maringá no fim de semana. O carro, um Fiat Punto, foi encontrado abandonado próximo a rodoviária de Maringá. Comerciantes notaram o veículo estacionado no local há vários dias e através de um aplicativo constataram que o carro tinha queixa de furto. A polícia foi acionada e o carro guinchado e levado para a 9ª Subdivisão Policial para ser periciado. A polícia de Tupã com a ajuda da Polícia Civil de Maringá investiga se o suspeito do crime de feminicídio está escondido em Maringá ou fugiu para outra localidade. Conforme a polícia, a suspeita recai sobre o ex-companheiro da vítima, Ailton Basílio, de 37 anos, que está foragido. Feminicídio Débora Goulart foi morta a facadas na noite de 21 agosto na casa em que morava. O corpo da vítima foi encontrado por policiais militares por volta de 11 horas do dia 22, após os colegas de trabalho estranharem o fato de a mulher não ter aparecido para trabalhar. A vítima foi assassinada com três facadas. A polícia de Tupã divulgou que “o suspeito é uma pessoa violenta”. “Ouvimos duas testemunhas, que são colegas de trabalho da vítima. Elas disseram que Débora relatava que estava ‘cansada de apanhar’ e que sempre aparecia para o trabalho com marcas de agressão, mas insistia em dizer que era provenientes de quedas”, relatou a delegada Milena Davoli, que acrescentou que “não havia registros de violência doméstica contra o suspeito”. Colaboração Tupã Notícias/Índio Maringá/Leco Mendes/Rede Massa

Nenhum comentário: