COMO OUVIR A RADIOWEB CARLÃO MARINGÁ

PARA OUVIR A RADIO CARLÃO MARINGÁ, BASTA CLICAR NO PLAY ABAIXO DA FOTO DO CARLÃO.

sexta-feira, setembro 01, 2017

Réu em caso de homicídio é condenado a seis anos, mas em liberdade

Fred Lenon Watanabe Piller, de 25 anos, foi condenado a 6 anos de prisão pelo homicídio de Felipe de Souza Lima, de 22 anos, o conhecido "Feijão". O crime de assassinato ocorreu em agosto de 2016 no Jardim Diamante em Maringá. A vítima levou uma facada no peito e acabou morrendo após uma discussão com Fred Lenon. No julgamento, que aconteceu no Fórum de Maringá na quinta-feira (31), Fred Lenon foi pronunciado pelos crimes de homicídio qualificado pelo motivo fútil (ciúmes). Também houve qualificadores, por ser um crime hediondo, e por crime de desobediência. No entanto, os jurados entenderam que o acusado não cometeu o crime por motivo fútil e o absolveram do crime de desobediência (por ter desobedecido a ordem da polícia no dia em que foi abordado na rodovia). No final do júri, o Juiz Claudio Camargo dos Santos leu a sentença condenando a seis anos de prisão Fred Lenon Watanabe Piller pelo crime. Como o réu cumpriu 1 ano e 15 dias de cadeia em regime fechado, o acusado cumprirá o restante de sua pena em liberdade. A família de Felipe de Souza saiu do fórum revoltada com a decisão. Os advogados de defesa do réu, Willian Francis de Oliveira e Josiane Monteiro Bichet, saíram satisfeitos que conseguiram desclassificar o crime para os jurados. O crime Conforme a investigação, após consumar o crime de homicídio, Fred fugiu em um VW Gol prata em direção à cidade de Colorado, onde tem familiares. A Polícia Militar de toda região já havia sido avisada e conseguiu fazer a abordagem e prender o acusado. Na época dos fatos, Fred Lenon mantinha uma relação com uma adolescente de 17 anos. A mesma adolescente já conviveu também cerca de 4 anos com o "Feijão" e teve um filho com ele. De acordo com informações da família da garota, o jovem Felipe de Souza tinha recebido da justiça a guarda compartilhada da criança. Esse motivo não teria agradado Fred Lenon, que discutiu várias vezes com o pai do menino. O Diário

Nenhum comentário: