COMO OUVIR A RADIOWEB CARLÃO MARINGÁ

PARA OUVIR A RADIO CARLÃO MARINGÁ, BASTA CLICAR NO PLAY ABAIXO DA FOTO DO CARLÃO.

terça-feira, outubro 24, 2017

Morte de jovem em Paiçandu foi queima de arquivo, acredita polícia

A Polícia Civil (PC) acredita que a morte de Gustavo dos Santos Colin, de 19 anos, nesse domingo (22) em Paiçandu, foi queima de arquivo. "Ele participou de um homicídio. Não foi ele quem matou, mas foi testemunha ocular e, com medo de que chegássemos até os verdadeiros autores do crime, mataram ele", suspeita o delegado Matheus Ganzer. De acordo com o delegado, a PC estava prestes a pedir a prisão de Colin, morto com mais de dez tiros que atingiram sua cabeça, tórax, abdômen e braços. Ele estava em casa, na Rua Arthur Zirondi, no Jardim Pioneiro, quando um homem o chamou para ir até o portão e descarregou uma pistola nele, que teve morte instantânea. "Esses homicídios que estão acontecendo são o desenrolar de uma briga do tráfico. Esse rapaz que morreu estava envolvido com um homicídio recente e acreditamos que o próprio grupo matou ele", afirma Ganzer. Ainda segundo o delegado, as investigações de combate ao tráfico de drogas apontam que existem pequenos grupos na cidade e que surgiram divisões entre eles. "Conforme foram sendo expedidos os mandados de prisão referentes aos homicídios, começaram a acontecer brigas internas, porque talvez eles achem que alguém de dentro está passando as informações para a polícia", comenta Ganzer. Ele se queixa do efetivo tanto da Polícia Civil quanto da Polícia Militar, pois está baixo. "A gente consegue atuar, mas vamos até o limite operacional. É uma área gigante; em extensão, é maior que Maringá, e temos poucas equipes," diz ao se referir ao aumento de homicídios na cidade. Nesse ano já foram 19. O Diário

Nenhum comentário: