COMO OUVIR A RADIOWEB CARLÃO MARINGÁ

PARA OUVIR A RADIO CARLÃO MARINGÁ, BASTA CLICAR NO PLAY ABAIXO DA FOTO DO CARLÃO.

terça-feira, outubro 17, 2017

Polícia Civil divulga imagens de acusado de depredar delegacia

A Polícia Civil de Umuarama divulgou imagens de um dos acusados de depredar a Delegacia na noite de 27 de setembro e madrugada do dia 28. De acordo com o delegado Operacional, Fernando Ernandes Martins, responsável pelo inquérito que apura os crimes de dano, dano ao patrimônio público, incêndio e associação criminosa, a polícia segue em busca de identificar os criminosos. A Polícia Civil conta com o apoio da comunidade para saber o nome e endereço do acusado. As informações podem ser repassadas – de forma anônima – através dos telefones (41) 99131-1188 (Agência de Inteligência de Curitiba) ou (44) 3621-2650 (Delegacia de Umuarama). O delgado informa que o inquérito que apura os crimes cometidos naquela noite contra o patrimônio particular e público ainda está em andamento. Várias pessoas já foram devidamente identificadas e passaram a responder pelos crimes. Dois autuados em flagrante estão presos e um sujeito detido por roubo, mas que confessou participação na depredação, também continua preso. Na ocasião, várias pessoas participaram de um verdadeiro ataque à delegacia e incêndio a vários veículos particulares e viaturas que estavam no entorno da 7ª Subdivisão. A situação teve início após investigadores do GDE conseguirem prender Eduardo Leonildo da Silva, autor confesso dos crimes de cárcere privado, homicídio e ocultação de cadáver da criança Tábata Fabiana Crespilho da Rosa. Como o plantão foi parcialmente destruído, toda a população vem sofrendo com o atendimento precário para lavraturas de boletins de ocorrência. O cálculo aproximado do prejuízo total é de R$ 1 milhão que, de acordo com o delegado, vai sair dos cofres públicos. “Dinheiro este que poderia ser empregado na construção ou reforma de escolas, hospitais e creches. Tudo por causa de criminosos e delinquentes como este, que não queriam vingar a morte da criança, mas sim causar tumulto e depredação para facilitar a fuga dos presos pelos fundos da delegacia. Cada um tem que ser responsável pelos seus atos e responder na Justiça pelo crime cometido, na medida da sua conduta”, informou Martins. Colaboração O Bemdito

Nenhum comentário: