COMO OUVIR A RADIOWEB CARLÃO MARINGÁ

PARA OUVIR A RADIO CARLÃO MARINGÁ, BASTA CLICAR NO PLAY ABAIXO DA FOTO DO CARLÃO.

terça-feira, novembro 14, 2017

Dupla é presa por tentativa de suborno e por contrabando em Marialva

Na madrugada deste sábado, dois homens foram presos em Marialva por suspeita de contrabando de cigarros. Com eles, foram apreendidos cerca de 350 mil maços em um caminhão. Os homens ainda responderão por corrupção ativa, por terem tentado subornar os policiais. A prisão foi resultado da fiscalização integrada entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF), para combater o contrabando e o tráfico de armas e drogas. "Recebemos a denúncia de que provavelmente passaria pela cidade um caminhão com contrabando, mas não sabíamos que caminhão e o que ele transportava, então começamos a abordar", diz o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Wilson Martines. Algumas equipes cuidaram da fiscalização na região da unidade operacional da PRF em Marialva, enquanto outros foram até o pedágio da cidade. Lá, eles avistaram um caminhão com a lâmpada traseira queimada e pediram para que o motorista encostasse o veículo. "Logo que mandamos parar, vimos que a carga estava muito alta, mas, ao mesmo tempo, sem peso. Então, perguntamos o que eles estava transportando e ele já disse que era cigarro". O motorista disse que tinha retirado o veículo em Guaíra e que deveria levá-lo para Londrina e que carregava 700 caixas de cigarro. Como cada caixa tem 50 pacotes e cada pacote tem 10 maços, a PRF calculou a quantidade de 350 mil maços de cigarro, pelo valor estimado de R$ 5 cada, o que levaria ao ganho ilícito de aproximadamente R$ 1,750 milhão. Com a confirmação da carga ilegal, os dois policiais que estavam no local deram voz de prisão a ele e acionaram a Polícia Federal, para que os ajudasse na remoção do veículo, mas o suspeito começou a oferecer suborno. "Nós logo dissemos que não aceitávamos esse tipo de coisa e que o assunto estava encerrado, mas, quando ligamos para informar a situação à PF, os policiais resolveram continuar a conversa. Nós deixamos que ele ligasse para o patrão, pedindo para trazer o dinheiro e liberar a carga. Ele ligou, e, quando chegou, fizemos um 'acordo' com ele. No momento em que apresentou o dinheiro, foi preso em flagrante", conta Martines. O caminhoneiro foi preso por contrabando, tentativa de corrupção, posse e uso de radiocomunicadores não homologado pela Agência Nacional de Telecomunicações, que foram encontrados dentro do caminhão. Já o outro suspeito responderá por corrupção ativa e posse e uso de radiocomunicadores, pois esse equipamento também foi encontrado no veículo dele. A suspeita é de que o homem que entregou o dinheiro atuasse como batedor. Segundo a PRF, o caminhão e os suspeitos foram encaminhados para a delegacia da Receita Federal. O Diário

Nenhum comentário: