quinta-feira, dezembro 21, 2017

Conselho Tutelar visita grávida que deseja abortar

O Conselho Tutelar de Maringá visitou, na manhã desta quinta-feira (21), uma grávida de 13 semanas que deseja abortar o bebê. A equipe chegou até a residência da mulher após uma denúncia. A mulher, que já tem três filhos, alega que a gravidez é indesejada e não foi planejada. Caso a grávida aborte, pode ser presa com pena de dois a cinco anos. O Conselho Tutelar vai solicitar à Justiça que a mulher seja encaminhada a um lar que fará o acompanhamento da gravidez e garantir o nascimento da criança. Colaboração Daniela Borsuk/ Índio Maringá (Rede Massa)

Nenhum comentário: