quinta-feira, dezembro 21, 2017

Defesa alega que atirador não teve intenção de matar cliente de açougue

A defesa de Edinaldo Silva, preso depois atirar contra clientes e funcionários de um açougue de Maringá, em agosto deste ano, apresentou um laudo que indica que ele não teve intenção de matar. Na ocasião, um homem de 41 anos morreu e outro ficou ferido. “De fato ele desferiu os tiros apenas em direção da assadeira, vindo a atingir as outras pessoas que estavam no interior do estabelecimento, fora do seu campo de visão", comentou o advogado de Silva, Israel Batista de Moura. A estratégia da defesa é argumentar que ele não teve a intenção de matar quando atirou diversas vezes para dentro do açougue. “Ele é reu confesso quanto a autoria, mas nega a intenção”, disse. Com base neste laudo, a defesa vai apresentar ainda um pedido de habeas corpus. ‘Nardo da Banana’, como é conhecido, está preso e responde por seis crimes: homicídio, tentativas de homicídio, porte de arma e disparo de arma de fogo. Colaboração Índio Maringá / Rede Massa

Nenhum comentário: