quarta-feira, dezembro 13, 2017

Polícia investiga abuso sexual a criança de apenas um ano; vítima morreu

A morte de uma menina de apenas um ano de idade está sendo investigada pela polícia. A vítima foi estuprada horas antes de morrer. A violência sexual foi constatada por médicos de um hospital de Umuarama, que acionaram a polícia. A menina, que morava com a família em Icaraíma, chegou na unidade bastante debilitada e morreu por broncoaspiração, após ter engolido o próprio vômito. O exame preliminar do Instituto Médico Legal comprovou a violência sexual “de diversas formas” e encontrou no corpo da menina material genético do agressor “em quantidade considerável”, explicou o delegado Osnildo Carneiro Lemes, de Umuarama. Foi constatado ainda que a menina sofreu outros abusos anteriores. A presença do material genético – que será analisado - indica que o estupro aconteceu cerca de 72 horas antes da morte da criança. O pai da menina foi apontado como principal suspeito do crime. Ele prestou depoimento e negou o abuso. O homem ainda apresentou um álibi de que estaria na igreja no momento estimado do abuso. Aos policiais, a mãe afirmou que viu o marido estuprando sua filha, mas mudou de versão diversas vezes durante o depoimento. Depois comentou que o abuso pode ter ocorrido em uma festa em que ela foi com a criança. “Ela não inspira a menor confiança no que fala”, comentou Lemes. O casal não foi preso em flagrante e as investigações foram transferidas para a delegacia de Icaraíma. Colaboração O Bemdito

Nenhum comentário: