segunda-feira, dezembro 18, 2017

PRF registra acidente logo após reabertura de cruzamento na Colombo

Após passar 19 dias fechados, dois cruzamentos da Avenida Colombo foram reabertos na tarde de sexta-feira (15), em Sarandi. Cerca de sete horas depois da liberação, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já registrou um acidente – uma colisão traseira, que deixou três vítimas com ferimentos moderados. O acidente aconteceu no cruzamento com a Avenida Rio de Janeiro, por volta de 0h15. Segundo a PRF, um Nissan Sentra seguia em direção à Maringá e parou no semáforo. Atrás dele, estava uma caminhonete VW Amarok - o veículo não parou a tempo e colidiu na traseira do automóvel, que ficou destruída. Os dois ocupantes do Sentra tiveram ferimentos moderados e foram encaminhados para o Hospital Metropolitano, em Sarandi. Já o condutor da Amarok recusou atendimento médico e se negou a fazer o teste do etilômetro. Ele foi encaminhado por terceiros ao hospital. Bloqueio Além da Avenida Rio de Janeiro, o cruzamento com a Rua Inglaterra também havia sido fechado em novembro passado. O bloqueio, para a realização de um estudo sobre o fluxo de trânsito nos locais, foi decidido após várias reuniões entre o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), a PRF e a Prefeitura de Sarandi, justamente por causa do elevado número de acidentes. A Prefeitura foi contra o fechamento, mas concordou, desde que fosse temporário. Conforme dados da PRF, de janeiro a novembro deste ano, 75 acidentes foram registrados apenas nesses dois cruzamentos, deixando 83 feridos e três mortos. Inicialmente, o DER havia informado que esses dois pontos de acesso à Avenida Colombo ficariam bloqueados até o próximo dia 20, quando seria concluída a análise dos dados apurados. Depois, a concessionária afirmou que o fechamento seria definitivo e, por fim, cedeu à solicitação do Governo Estadual para reabertura do trecho ainda nesta semana. Para manter o desbloqueio, o DER impôs algumas exigências à concessionária de rodovias Viapar: a melhora na sinalização do local, mudança no tempo dos semáforos e instalação de monitores de velocidade nos cruzamentos. O Diário

Nenhum comentário: