terça-feira, janeiro 09, 2018

Cadeirante é degolado e morto em Maringá; policial fere e prende autor

Um cadeirante de 35 anos foi morto a facadas na tarde desse sábado (6) na Rua São João, na Vila Santo Antônio, em Maringá. Irineu Elo de Souza Soares estava em um pensionato, que também funciona como ponto de consumo de drogas, quando o homicídio ocorreu. O autor do crime foi preso após ser baleado por um policial de folga. Soares levou facadas no pescoço e também foi alvo de pedradas. Ele teve o pescoço degolado e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML). O autor do crime, Alexandro de Araújo Gomes, de 31 anos, deixava o quintal do pensionato quando um policial civil de folga passava pelo local junto com a esposa que também é policial. Segundo a Polícia Civil (PC), o policial percebeu a ação do criminoso e tentou prendê-lo, mas, com a faca nas mãos, Gomes partiu para cima do agente da 9ª Subdivisão Policial (SDP), que efetuou dois disparos de advertência. Gomes, segundo a PC, não se intimidou e seguiu na direção do policial, que disparou mais dois tiros, atingindo-o no braço e no tórax. O Corpo de Bombeiros, com apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), socorreu o baleado e o levou para o Hospital Universitário (HU). O delegado da Delegacia de Homicídios (DH), Diego Almeida, disse que o crime foi esclarecido e, ao receber alta, Gomes será encaminhado à delegacia. Segundo homicídio em Maringá O crime é o segundo homicídio registrado em Maringá, em 2018. O primeiro ocorreu no Estádio Willie Davids, quando Carlos Henrique dos Santos, de 25 anos, morador de Mandaguaçu, foi morto a tiros. Na ocasião, madrugada do dia 1º, várias pessoas comemoravam a chegada do Ano-novo no local e três foram baleadas. Foto: André Almenara/O Diário

Nenhum comentário: