segunda-feira, janeiro 08, 2018

Casal que compartilhava paixão pelo motociclismo será velado em Umuarama

O acidente que vitimou um jovem casal de Umuarama, no início da noite de sexta-feira (6), na PR-466, entre Turvo e Pitanga, por enquanto está sendo encarado como uma fatalidade. Apenas uma análise mais aprofundada, que pode acontecer através de laudo do setor de Criminalística da Polícia Civil de Guarapuava poderá indicar se houve algum problema com as condições da carreta. As vítimas são o publicitário Eduardo Real e sua esposa, a psicóloga Carina Mochaider Echs. Ambos eram funcionários da Unipar de Umuarama e estavam viajando a passeio de moto Honda CBR 600F. Quando passavam por um trecho de curva na PR-466, entre Turvo e Pitanga – região central do Paraná – o último vagão de uma carreta bitrem carregado de toras tombou sobre eles. Carina morreu no local. Eduardo chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual de Pitanga, que atendeu a ocorrência, a carreta seguia sentido Guarapuava a Campo Mourão. Em um trecho de curva a peça de engate, conhecida como ‘pino-rei’, quebrou e a carga de toras de madeira tombou sobre os motociclistas, que seguiam em direção contrária. O soldado Oséias, da PRE, informou que o trecho em que o acidente aconteceu era de curva fechada e o tempo era bom no momento da fatalidade. A PRE divulgou que a carreta e o condutor, ambos de Ponta Grossa, estavam regulares, bem como a carga. Para a Polícia Rodoviária, apenas o laudo mais detalhado da Criminalística poderá apontar se a peça que quebrou apresentava algum tipo de desgaste que pudesse levar ao seu rompimento. Este laudo deve ficar pronto nos próximos dias. Velório Os corpos devem chegar a Umuarama por volta das 20 horas deste sábado (6). O velório está confirmado para a capela Prever. O sepultamento será neste domingo (7), ainda sem horário definido. Colaboração O Bemdito

Nenhum comentário: