sexta-feira, janeiro 12, 2018

Fugitivo da CPIM é detido após ser esfaqueado, em Paiçandu

Uma tentativa de homicídio, em Paiçandu, terminou com a vítima presa, no final da tarde de quarta-feira (10), no Jardim Santa Lúcia 2. O homem, de 37 anos, foi atendido e encaminhado ao hospital, mas, chegando lá, a polícia descobriu que ele havia fugido recentemente da Colônia Penal e Industrial de Maringá (CPIM). Por volta de 18h40, a Polícia Militar (PM) recebeu a informação de um homem caminhando na Rua Primo Trombeli com um ferimento grave. A equipe foi ao local e viu que ele tinha uma perfuração por arma branca no lado direito do tórax e, imediatamente, acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a equipe médica, que fez o atendimento e o encaminhou ao Hospital Universitário (HU) de Maringá. À PM, o suspeito havia informado um nome que não acusava nenhum histórico criminal ou mandado de prisão. No entanto, uma equipe de plantão da Polícia Civil que estava no HU foi até o quarto do suspeito e descobriu que o nome era falso. Arnaldo dos Santos de Oliveira confessou, depois, que esse era o seu nome, e os policiais verificaram que ele estava foragido da CPIM. Ele não deu informações sobre quem o teria esfaqueado nem a possível motivação. Após receber atendimento médico, a vítima foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil. Conforme o diretor da colônia penal, Rafael Kawanishi, Oliveira estava foragido desde o último dia 4, um dia depois do prazo de retorno dos presos que ganharam a saída temporária no Ano-Novo. Ele, no entanto, não estava entre os detentos que receberam o benefício. "Ele estava executando trabalho interno, de limpeza, dentro da unidade e se evadiu", relata o diretor. Segundo Kawanishi, o fugitivo passará por um conselho disciplinar e análise da Vara de Execuções Penais, que decidirá que se ele regredirá definitivamente para o regime fechado. Atualmente, o regime semiaberto está suspenso para ele. O Diário

Nenhum comentário: