segunda-feira, janeiro 08, 2018

Rejeitado pela mãe, carneirinho se torna o melhor amigo da franga Cocó

Bito foi rejeitado pela mãe assim que nasceu. Ela preferiu dar atenção integral ao outro filho gêmeo. Cocó foi retirada do galinheiro nos primeiros dias de vida, por causa de uma infecção que poderia contaminar as outras aves. O que era para ser uma história de solidão teve um outro rumo porque o carneirinho e a franguinha escolheram um ao outro para uma amizade um tanto rara no mundo animal. O fato de andarem de um lado para o outro, brincarem e até mesmo dormirem juntos, logo caiu no gosto das pessoas que iam ao Pesqueiro Sol Nascente, em Iporã, e presenciavam as cenas de companheirismo. “Era muito lindo ver os dois naquela felicidade. Muita gente vinha aqui tirar fotos. Não acreditava no que via”, diz Maria Amélia Cabral Eguchi, responsável por unir os ‘destinos’ dos bichinhos e dona da propriedade. Infelizmente a história não teve um final feliz. Bito não resistiu a uma infecção no umbigo e acabou morrendo com apenas três semanas de vida. Deixa saudade. “Nós dávamos mamadeira quatro vezes por dia. Estávamos nos acostumando e fazíamos com amor. Ele era muito brincalhão. As crianças gostavam muito dele”, conta Maria. O carneirinho morreu em dezembro. “Fizemos de tudo para salvá-lo, inclusive chamando o veterinário. Mas não teve jeito”. Foi um baque também para os clientes do pesqueiro, que tinham nas peripécias dos animaizinhos uma atração diferenciada. Recuperada de sua enfermidade, Cocó foi devolvida ao galinheiro e segue recebendo atenção especial dos donos. “A gente percebeu que ela ficou tristinha”, observa Maria. O destino da ave? “Ela vai ficar com a gente todo o tempo, não vamos matar não, porque foi uma história muito bonita”, emociona-se a simpática Maria. Colaboração O Bemdito

Nenhum comentário: