terça-feira, fevereiro 27, 2018

Transexual é despejada e insultada por pastor e mulher

Uma transexual procurou a Delegacia da Policia Civil de Maringá, na manhã desta segunda-feira (26), para denunciar um pastor e sua mulher, que teriam jogado todos os móveis da sua casa fora. De acordo com a vítima, ela também foi alvo de comentários racistas e preconceituosos por conta da sua cor e do seu gênero. A vítima contou que se ausentou da residência por alguns dias e, quando retornou, seus móveis estavam todos no quintal. Sobre a propriedade, a transexual contou que a casa foi construída sobre um terreno que foi cedido pela Prefeitura de Maringá ao pastor para a construção de uma igreja evangélica. De acordo com Areduza Mendes, ela já morava no local com sua mãe há mais de 10 anos e já tinha passado por outros problemas com o casal. A vítima registrou o boletim de ocorrência por racismo e entrou na justiça para conseguir uma indenização do pastor por danos morais. Atualmente, a transexual mora com os avós. Massa News

Nenhum comentário: