quarta-feira, março 07, 2018

Denúncia grave: criança diz que professor de natação a molestou

Uma denúncia grave de crime sexual chegou até o Conselho Tutelar da Zona Norte de Maringá e está sob investigação. Os pais de uma criança de 5 anos procuraram o órgão após a menina relatar que “o professor de natação a teria molestado durante as aulas”. De acordo com o conselheiro Carlos Bomfim, a menina relatou aos pais durante u almoço que o professor teria “mexido com ela durante a aula”. Os pais foram perguntando a criança como teria sido a situação e a menina teria revelado detalhes. Depois disso os pais foram ao CT efetuar a denúncia. “Nós acompanhamos a família até a delegacia onde foi registrado o Boletim de Ocorrência” conta Bomfim. “Também comunicamos a gerencia da escola de natação e o chefe de gabinete da Prefeitura, que imediatamente afastou o professor das funções. Ele nem contestou quando foi comunicado do afastamento”, acrescenta. O professor tem 36 anos e foi contratado em setembro de 2017. Cerca de 20 crianças participam das aulas, e agora, todas devem ser ouvidas. “É um crime de estupro de vulnerável e como existem outras crianças que podem ser vítimas, vamos ouvir, com a colaboração e psicólogos, todas elas”. A criança que supostamente foi vítima do crime e a família estão recebendo assistência do CT. As investigações continuam e o suspeito, caso seja comprovada a denúncia, poderá ser exonerado da função e preso. Colaboração Índio Maringá/Leco Mendes/Rede Massa

Nenhum comentário: