terça-feira, março 20, 2018

Detento assume homicídio dentro da cadeia de Maringá

Logo após o crime de homicídio que ocorreu na noite do último sábado (17) dentro do presídio da 9ªSDP de Maringá, dois detentos teriam assumido o assassinato contra Henrique de Alencar Maravilha, de 29 anos, morto após ter sido espancado. Os agentes de cadeia receberam a informação de que um grupo de mais de 30 presos teriam matado a vítima. Elivelton do Carmo, de 25 anos, que está preso há mais de 15 dias pelo crime de tráfico de drogas, assumiu ter matado o presidiário. Um segundo detento identificado pelo nome de Kleber José Vigilato, de 29 anos, no primeiro momento disse que tinha participação, mas na tarde desta segunda-feira (19), negou o crime para o delegado da Homicídios, Diego Almeida. Elivelton disse para a polícia que matou Henrique de Alencar porque a vítima teria agredido o Kleber. "Eu matei o Henrique mesmo. Esse cara era folgado, quis bater nos outros dentro da cadeia e dar uma de valentão. Dentro da cadeia você deve respeitar. Se não respeitar morre", disse o suspeito. Sem nenhum arrependimento, Elivelton foi ouvido em seu interrogatório e levado novamente para uma cela onde permanece sozinho. Segundo delegado Diego Almeida, Kleber admitiu ter apanhado da vítima dias atrás dentro da cadeia. Embora o delegado tenha autuado em flagrante dois suspeitos, Diego desconfia que mais presos tenham participado das agressões já que existem atualmente 102 detentos na carceragem provisória da 9ªSDP. André Almenara

Nenhum comentário: