quinta-feira, março 08, 2018

Ex-juiz vai a júri popular por tentativa de homicídio em Umuarama

O ex-juiz federal Jail Benites Azambuja vai a júri popular na próxima sexta-feira (9), no Tribunal do Júri do Fórum da Comarca de Umuarama. Benites é acusado de tentativa de homicídio qualificado contra o então juiz federal e hoje desembargador Luiz Carlos Canalli. O processo originário tramita junto ao Juízo da 1ª Vara Federal de Umuarama, tendo a Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 4ª Região designado para atuar no caso o juiz federal Sandro Vieira, titular da 2ª Vara Federal, que presidirá a sessão. O crime ocorreu na madrugada do dia 19 de setembro de 2008, quando o segurança, já condenado, Adriano Roberto Vieira, de 37 anos, efetuou 13 tiros com uma pistola contra a casa de Canalli, localizada na avenida Presidente Getúlio Vargas. De acordo com o Ministério Público, o atentado foi encomendado por Benites. Já o homem que efetuou os disparos, foi condenado no dia primeiro de setembro do ano passado a quatro anos e dois meses de prisão no regime semi-aberto. O atentado ocorreu pouco depois de o juiz ter também sofrido um ataque a seu carro, estacionado em sua própria casa, o que o levou a decretar na época a prisão de 47 policiais civis, militares e políticos, supostamente ligados ao crime organizado – contrabando. No entanto, na semana seguinte todos foram soltos. A conclusão da Polícia Federal foi de que Azambuja forjou o próprio atentado para justificar as prisões, em sua maioria embasadas em processos com falhas. Após ficar sabendo que seria removido da cidade, ordenou o ataque a Canalli, na época diretor do Fórum local. Benites foi aposentado compulsoriamente (por tempo de serviço) em unanimidade de votos da Corte Especial Superior Tribunal de Justiça, em setembro de 2014. Colaboração Portal da Cidade Umuarama

Nenhum comentário: