sexta-feira, março 30, 2018

Motorista que atropelou e matou um jovem é julgado e condenado

Raul Veríssimo, de 24 anos, foi condenado na noite de quarta-feira (28), a 22 anos de prisão em regime fechado por ter se envolvido em um acidente de trânsito no qual resultou na morte de Matheus Marcelo Sobral Andrade, que na época tinha 18 anos. O acidente aconteceu em janeiro de 2015 no Parque Industrial em Maringá que envolveu o automóvel VW Gol de Raul e uma motocicleta Honda Titan que era pilotada por Rochester Rainerick Chagas, de 21 anos. O carro do acusado bateu violentamente na traseira da moto causando ferimentos graves no piloto e no garupa da moto. Matheus foi socorrido com vida mas morreu no Hospital. Na época do fato, houve uma discussão entre o motorista Raul e os ocupantes da moto por causa de um retrovisor que quebrou do Golf. A defesa do réu alegou que o motorista foi buscar um óculos de sol que estava no assoalho do veículo e quando percebeu já tinha colidido na traseira da moto. Raul Veríssimo disse que não tinha intenção alguma de atropelar e matar ninguém. Para o motorista do Golf foi um acidente. Para a família das vítimas foi algo proposital que causou o óbito de Matheus e deixou Rochester por vários anos na cadeira de rodas. Já era noite no Fórum de Maringá quando foi dada a sentença pelo Juiz Rafael Altoé. O Corpo de jurados entendeu que Raul Veríssimo teve a intenção de matar, e por isso foi condenado em 14anos pela morte de Matheus e 8 anos pela tentativa de homicídio contra Rochester. O advogado William Francis de Oliveira, assistente de acusação, ficou satisfeito com o resultado, porém, a defesa entrará com recurso, mas espera-se que a condenação seja mantida. Raul Veríssimo aguarda em liberdade o resultado do recurso. Já as famílias das vítimas também ficaram satisfeitas com a condenação do motorista. André Almenara

Nenhum comentário: