terça-feira, março 27, 2018

Polícia Militar alerta sobre golpe do alarme do veículo

Ele é um dispositivo eletrônico semelhante aos chamados “chupa-cabra” de portões eletrônicos, que copiam o sinal emitido pelo controle remoto original, criando um clone para os bandidos. No caso do Chapolin, o aparelho embaralha os sinais enviados pelo controle de travamento à distância, e segundo consta, existem modelos capazes até mesmo de copiar o código de segurança do controle. Como os ladrões usam? Se você é do tipo de que fecha a porta e aperta o travamento enquanto sai andando, é bom mudar de hábito. É exatamente nessa hora que os bandidos, escondidos, acionam o Chapolin para impedir o travamento e o acionamento do alarme ou copiar o código do controle. Depois que o motorista perde o carro de vista, eles simplesmente abrem a porta que teve o travamento impedido — ou as destravam com o código copiado, retiram o que tiver de interesse, fecham o carro e vão embora, como se estivessem tirando seus pertences de seu próprio carro. Alguns até trancam as portas de volta. Como você pode se proteger? Em primeiro lugar, pare de usar o controle remoto longe do carro. Procure sempre acionar o controle o mais próximo possível, sempre verificando a presença de tipos suspeitos por perto. É bem provável que você já faça isso, mas comece a verificar que as portas estão travadas antes de se afastar. Claro: não deixe objetos de valor, muito menos os documentos dentro do veículo. Lembre-se que há dois tipos de aparelhos: o que impede o travamento, e o outro, capaz de clonar o controle. Contudo, procure se informar a respeito do funcionamento do seu controle original, pois já há algum tempo que os sistemas mais modernos trabalham com uma série de códigos que são alterados automaticamente cada vez que o alarme/travamento é acionado. Nota da Polícia Militar com base em: www.flatout.com.br

Nenhum comentário: