quinta-feira, abril 05, 2018

Flanelinha que matou mulher em estacionamento de banco é condenado

Terminou há pouco no Fórum de Maringá, o julgamento de André Alessi, de 32 anos, o vulgo "Magrão", que era acusado de ter matado Josiane de Oliveira Santos, de 32 anos, em junho de 2016, no estacionamento do banco do Bradesco, centro da cidade. O corpo de jurados condenou o réu pelo crime de assassinato. O Juiz de Direito, Claudio Camargo dos Santos, leu a sentença para Alessi. O homem foi condenado em 16 anos de prisão em regime fechado por homicídio qualificado por asfixia. O réu foi absolvido no crime de ocultação de cadáver e homicídio fútil. André Alessi foi retirado do plenário por policiais militares para ser conduzido para a Casa de Custódia onde permanecerá preso por mais algumas semanas até ser transferido para a Penitenciária Estadual de Maringá. A família da vítima que vestiu camiseta com a foto de Josiane acompanhou o julgamento. No final, a mãe saiu do plenário aliviada e satisfeita com o resultado da pena imposta ao réu. O advogado de defesa, Diego Londero, disse por telefone que pretende recorrer da decisão. Outra informação que o advogado de defesa repassou ao repórter André Almenara, que Alessi foi condenado no mês de fevereiro de 2018 por outro crime de homicídio contra Augusta Galvão Duarte, de 34 anos, que foi achada nua e morta em um mato na Vila Bosque, no mês de maio de 2016. O advogado Diego Londero, que defendeu André Alessi no outro júri, disse que vai divulgar para o site do André Almenara na manhã de sexta-feira (6) o resultado da condenação. André Almenara

Nenhum comentário: