quinta-feira, abril 19, 2018

Mulheres fazem rebelião na cela feminina da cadeia de Goioerê

Quatro das cinco mulheres presas na cela feminina da cadeia de Goioerê se rebelaram por volta do meio-dia de quarta-feira, 18, colocando fogo em objetos, quebrando vidros e as beliches. A revolta das presas teria sido por causa de uma ampla revista realizada no local, onde foi encontrado um telefone celular. Em declaração após o episódio, uma delas disse que a rebelião foi em protesto à violência policial, o que não se confirmou. Conforme relatos, uma das presas, Gisele Gonçalves e Araújo, teria iniciado a rebelião, colocando fogo em tiras de pano, lançando-as contra a porta de ferro, além de quebrar vidros da janela e as beliches. Outras presas teriam incentivado a ação da primeira, com gritos e injuriando uma das agentes de cadeia com palavras de baixo calão. Após a rebelião ser controlada, as presas foram encaminhadas para outra cela, a fim de serem realizados os reparos necessários na cela feminina. Uma das presas foi transferida para Curitiba. As presas que participaram da rebelião foram autuadas em flagrante por motim e dano qualificado. Fonte: GoioNews

Nenhum comentário: