sexta-feira, maio 11, 2018

Motorista de acidente que matou seis pessoas disse que não conseguiu frear

O motorista do caminhão envolvido no acidente que deixou seis pessoas mortas na PR-082, em Lunardelli, na noite de quarta-feira (9), disse, em depoimento à Polícia Civil, que não conseguiu frear quando viu os motociclistas. O delegado de Ivaporã, Gustavo Dante, responsável pelas investigações, contou que o caminhoneiro, de 69 anos, prestou depoimento na manhã de ontem (10) e na sequência foi liberado. Segundo o delegado, em depoimento o motorista disse que os jovens estavam em grupo e no momento que viu as motos vindo na sua pista, tentou frear para evitar o impacto, mas uma ou duas motos teriam batido no caminhão. Após a frenagem e colisão, o veículo teria perdido o controle e batido nas outras motos que estavam na pista contrária. Segundo a polícia, no local do acidente há marcas de frenagem na pista. Ainda segundo a polícia, no depoimento o motorista disse que trafegava a 80 km/h, velocidade compatível com a via. O tacógrafo do caminhão foi apreendido e será encaminhado para perícia. A Polícia Civil tem 30 dias para concluir a investigação sobre o acidente. Segundo a polícia, se for comprovado que o condutor do caminhão agiu com negligência, imprudência ou imperícia, pode responder por homicídio culposo praticado na direção de veículo automotor. O ACIDENTE Segundo a Polícia Rodoviária Estadual o acidente ocorreu em um trecho de reta, por volta das 21 horas de quarta-feira (9) na PR-082 entre Lunardelli e São João do Ivaí. A colisão frontal envolveu um caminhão com placas de Blumenau (SC) e seis motos. As vítimas seguiam para uma feira em São João do Ivaí. Seis motociclistas, com idade entre 18 e 25 anos, morreram na hora e dois continuavam internados em estado grave no Hospital e Maternidade de Ivaiporã até o fim da tarde de ontem. As vítimas fatais foram sepultadas às 17 horas de ontem, após um velório coletivo que aconteceu na capela Aliança, em Ivaiporã. Fonte: G1 / Umuarama Ilustrado

Nenhum comentário: