terça-feira, maio 08, 2018

Suspeito de integrar quadrilha envolvida em fraudes com cheques é preso

Um homem, de 43 anos, suspeito de integrar uma quadrilha envolvida na compra de cargas de óleo com cheques fraudados, foi preso na última semana, por policiais civis da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá. O flagrante foi realizado em posto de combustíveis na cidade de Joinville, em Santa Catarina (SC), no momento em que o suspeito fazia o transbordo da carga. As investigações iniciaram depois que a empresa de óleo, situada em Maringá, realizou uma denúncia à Polícia Civil informando que uma carga havia sido comprada de forma fraudulenta. O financeiro da empresa constatou o golpe no dia 23 de abril quando um caminhão com 24 palets de óleo deixou o local. A empresa que comprou a carga, sediada em Blumenau, SC, realizou pagamentos através de cheques que não foram compensados e posteriormente devolvidos por inconsistências nas assinaturas, sem fundos e sempre em nome de terceiros. Os motoristas contratados pela empresa para fazer o frete da carga, não sabiam da fraude. Ao serem interrogados na delegacia, os caminhoneiros disseram que não tinham ciência do golpe. De acordo com investigações, o homem, de 43 anos, primeiramente pedia aos caminhoneiros para que a carga fosse levada até Blumenau, SC, porém no meio do caminho, o suspeito dizia que o barracão da empresa estava cheio, e orientava os motoristas a deixarem a carga no pátio de um posto de combustíveis, na cidade de Joinville (SC). O suspeito foi detido no momento em que descarregava a carga para outro caminhão. Na delegacia, ele alegou que levaria a carga para outro destino, mas não disse qual. Outros quatro carregamentos já haviam sido solicitados pela empresa suspeita, entretanto não foram realizados. As investigações seguem para saber regularidade da empresa, bem como para identificar e prender outros integrantes da quadrilha. O suspeito responderá pelo crime de receptação qualificada. Ele permanece preso à disposição da Justiça. Colaboração Polícia Civil

Nenhum comentário: